Amortizar o crédito habitação: sim ou não? Eis uma questão sobre a qual muitos portugueses que debruçam. Neste artigo do Professor Poupança vamos perceber se compensa amortizar o crédito habitação ou não.

Primeiramente, o que é um crédito habitação

Em suma, o crédito habitação é algo ao qual inúmeras pessoas têm de recorrer para poderem comprar uma casa, mas por outro lado é também algo que pode gerar algum desconforto financeiro, pelo que muitos são os que procuram reduzir esta despesa. Amortizar o crédito habitação é uma das soluções para conseguir adquirir uma folga financeira mensal.

Assim, neste artigo, o Professor Poupança irá explicar-lhe não só o que é a amortização do crédito, bem como que tipo de amortizações existem e ainda, se existem penalizações associadas ou não e, por fim, irá ajudá-lo a responder à principal questão: “amortizar o crédito habitação: sim ou não?”.

O que é a amortização do crédito habitação?

Em resumo, a amortização do crédito habitação é o processo através do qual se elimina a dívida que tem a pagar à instituição bancária onde fez o empréstimo para poder comprar a sua casa. Desta forma, ao amortizar o seu crédito habitação liquida a sua dívida e já não é necessário pagar as prestações mensais habituais associadas ao empréstimo.

Como posso proceder à amortização do meu crédito habitação?

Em primeiro lugar, deve verificar o documento que está anexado à escritura da sua casa. É neste documento que vai encontrar as cláusulas penalizadoras relativas à amortização do seu crédito habitação. Em seguida, após analisar e verificar todas as condicionantes associadas à amortização do crédito, deve comunicar à instituição bancária a sua decisão e iniciar o processo de amortização do capital que tem em dívida.

Isso quer dizer que posso ser penalizado/a com a amortização do crédito habitação?

Sim, independentemente do tipo de amortização que fizer, pois por norma os bancos penalizam quem amortiza o crédito habitação. Em casos de taxa de juro variável, a comissão bancária corresponde a 0,5%. Nos casos de aplicação de taxa fixa, a comissão bancária é de 2%. Assim sendo, em ambos os casos, não é permitido às entidades bancárias excederem os limites estabelecidos.

Casos onde a penalização da amortização não é aplicável:

  1. Em caso de morte;
  2. Desemprego;
  3. Deslocação profissional dos titulares do empréstimo.

Leia ainda: Taxas de juro no crédito habitação.

Que tipos de amortizações existem?

Caso a resposta à pergunta “amortizar o crédito habitação: sim ou não?” seja “sim”, então a instituição bancária que lhe cedeu o empréstimo coloca ao seu dispor os seguintes dois tipos de amortização:

1. Amortização Antecipada Parcial

Neste tipo de amortização consegue reduzir parte do montante do capital em dívida, permitindo-lhe não só pagar menos juros pelo seu empréstimo do crédito habitação, como também pelo seu seguro de vida. Ou seja, a sua prestação mensal irá reduzir. Atenção que: o reembolso antecipado deve ser feito na data habitual do pagamento da prestação mensal e o seu banco deve ser notificado sobre esta decisão com, pelo menos, sete dias úteis de antecedência.

2. Amortização Antecipada Total

Tal como o nome indica, este tipo de amortização consiste em pagar o montante total da dívida que tem com o banco antes do prazo estipulado no contrato. A amortização antecipada total do crédito habitação pode ser feita a qualquer momento; basta apenas avisar o banco onde fez o seu empréstimo com, pelo menos, dez dias úteis de antecedência. Por norma, esta amortização antecipada total é feita quando o indivíduo pretende transferir o empréstimo para outro banco.

Leia ainda: É obrigatório ter seguro de vida para fazer crédito habitação?

Compensa fazer a amortização do crédito habitação?

A resposta a esta pergunta irá sempre depender de inúmeros fatores, sendo que há momentos em que pode compensar amortizar o seu crédito habitação, como por exemplo:

  • Quando pretende ficar mais folgado financeiramente (sendo que, para conseguir amortizar o seu crédito habitação convém ter algum dinheiro guardado para o poder aplicar na liquidação do crédito);
  • Quando precisa de fazer um novo crédito – se a instituição bancária tiver boas referências suas, as negociações tornam-se mais fáceis;
  • Quando planeia reduzir as taxas ou o prazo do crédito – isto acontece quando faz uma amortização antecipada parcial e consegue reduzir o valor das taxas de juro a pagar pelo crédito, o prazo de pagamento e o valor do seguro de vida.

Leia ainda: Compensa transferir o crédito habitação? 

Conclusão, é possível amortizar o crédito habitação: sim ou não?

Desta forma, é possível concluir que a resposta a esta questão não é assim tão simples. Pois, irá sempre depender dos seus objetivos e do seu estado atual financeiro, pelo que é sempre aconselhável ter a opinião de um profissional da área.

Mas…

Se tiver a possibilidade financeira de ir amortizando o seu crédito habitação, pode fazê-lo visto que vai estar a reduzir – mesmo que seja aos poucos – a sua dívida perante a instituição bancária. Além disso, o Professor Poupança aconselha-o/a, independentemente da decisão que tomar, a ter sempre o cuidado de não colocar em risco o seu orçamento familiar mensal. Pois, mais vale ir pagando o seu empréstimo aos poucos e de forma segura do que pagá-lo depressa e correr o risco de se prejudicar financeiramente.

Leia ainda: Como reduzir a prestação do crédito habitação?