Já ouviu falar na transferência do crédito habitação e nas suas vantagens? Neste artigo, ficará a conhecer como pode poupar se transferir o seu crédito habitação. Se no passado recente, as taxas de juro dos bancos e o valor do spread eram demasiado altos, tendo mesmo alcançado máximos históricos, hoje o cenário é diferente.

Antes de mais nada, saiba o que é a transferência contratual. Trata-se de uma ação que deve ser considerada quando encontrar, de facto, melhores condições globais para o seu crédito. O processo é relativamente simples e pode ajudar a poupar milhares de euros durante os anos de duração do empréstimo. 

Ainda assim, o Professor Poupança aconselha-o a ter do seu lado uma equipa de intermediação de crédito que o pode ajudar a avaliar as condições do seu crédito, bem como a encontrar a melhor alternativa. Uma pequena grande diferença que lhe fará poupar tempo e muito dinheiro.

O que significa renegociar o crédito habitação?

Em primeiro lugar, para saber como pode poupar se transferir o seu crédito habitação, deve perceber por é que esta deve ser uma opção a considerar.

Afinal, sendo o crédito habitação, na maioria das vezes, o maior compromisso financeiro que vamos assumir na vida, então, estarmos certo de que temos as melhores condições possíveis é algo que todos devemos fazer. Mesmo que isso implique mudar de banco.

O crédito habitação conseguiu condições mais competitivas nos últimos anos, por isso, hoje, é mais simples baixar, por exemplo, o spread e outros custos inerentes ao crédito que pesam, por conseguinte, na prestação mensal, tendo um grande impacto no orçamento familiar. 

Esta poupança mensal poderá aliviar os orçamentos familiares e até potenciar a criação de novos planos, não só para usufruto imediato do dinheiro que se poupa, mas também a pensar no futuro.

4 formas de poupar se transferir o seu crédito habitação

Agora que já percebeu por que deve aproveitar condições mais favoráveis de outros bancos para transferir o seu crédito habitação, conheça melhor de que forma pode poupar com essa ação.

Afinal, o crédito habitação é uma obrigação que o irá acompanhar ao longo da vida, durante muitos anos, pelo que deve aproveitar as vantagens inerentes a uma potencial mudança. Além disso, saiba que os bancos não ficam a perder com isto, muito pelo contrário: a instituição bancária para a qual irá transferir o seu crédito habitação irá ganhar um novo cliente.

1. Ter maior fluidez no orçamento mensal

A primeira vantagem em transferir o seu crédito habitação é pensar a curto prazo: se começa a pagar menos todos os meses, então, terá mais dinheiro disponível mensalmente. Portanto, esta mudança tem uma repercussão na sua situação financeira atual.

Por isso, se considera que está, de facto, a pagar demasiado pelo crédito que lhe permitiu a aquisição de imóvel, então, está perante um importante fator para rever as condições do contrato. Está em incumprimento no crédito habitação? Veja aqui como pode renegociar com o banco.

2. Aproveitar melhores condições

O clima económico que vivemos permite facilitar muitos dos processos bancários, entre os quais, a transferência de crédito.

Atualmente, os bancos possuem sobretudo maior liquidez financeira, o que lhes permite oferecer condições contratuais mais atrativas quer para angariar novos clientes, quer para fidelizar outros. Por isso, aproveite para fazer uma jogada a seu favor, pela qual as suas finanças irão ficar bastante agradecidas.

3. Usufruir de spreads baixos

Se quando contratualizou o seu crédito habitação, teve o azar de não conseguir condições tão favoráveis como as que poderá encontrar atualmente no mercado, então, saiba que ao avançar com a transferência desse crédito poderá pagar menos de spread.

Na prática, as poupanças vão sentir-se logo em cada mês, mas ainda mais no final do ano, sendo que nessa altura conseguirá amealhar um valor bastante significativo.

Será que compensa mesmo transferir o crédito habitação? O Professor Poupança responde.

4. Pagar menos taxas

Deverá, igualmente, atentar se está a pagar demasiado por determinados produtos e serviços, que estão a pesar, e muito, no valor mensal do crédito habitação.

Ao mudar para outra entidade, ou ao renegociar com o banco atual, alguns destes valores, muitos deles relacionados com taxas administrativas, poderão ser reduzidos ou até mesmo eliminados.

Por isso, agora que já sabe como pode poupar se transferir o seu crédito habitação, analise bem as condições do seu contrato atual e avalie alternativas mais benéficas, para a sua carteira e para o seu futuro.