Para além de todos os problemas de saúde que esta pandemia nos trouxe, originou igualmente graves problemas financeiros e económicos para famílias e empresas. Neste artigo, vamos tentar trazer-lhe opções de poupança, para que consiga recuperar uma parte do que pode ter perdido devido à pandemia COVID-19.

Mais do que conseguir realizar uma poupança enorme, que possivelmente apenas conseguirá fazer com uma alteração significativa do seu estilo de vida, a nossa ideia é ensinar-lhe como fazer muitas pequenas poupanças, para que no final tenha o mesmo resultado, mas com uma dose de “sofrimento” menor.

DICAS PARA POUPANÇA IMEDIATA

  • Num papel ou numa folha de Excel faça o levantamento de todas as suas despesas fixas.
  • Faça o mesmo trabalho de levantamento, mas agora relativo às suas poupanças ou investimentos. Veja todas as suas contas e mealheiros ao cêntimo e some tudo. No final, analise quantos meses consegue viver com essas poupanças, tendo em conta o corte que teve no vencimento, se por exemplo estiver em lay-off.
  • Analise as suas despesas linha a linha e veja se há algum valor que se destaque: por ser mais alto do que imaginava; por ser um serviço que já não usa; por ser um serviço que não lhe faz falta enquanto está em casa em lay-off.
  • Após esta análise, cancele ou suspenda o que não lhe faz falta neste momento. Relativamente aos restantes, renegoceie todos. Ligue às empresas fornecedores e diga que neste momento não pode pagar o serviço ao preço que eles estão a cobrar e que opções é que eles propõem. Caso não tenha fidelização e se a concorrência lhe der melhores condições, considere mudar de fornecedor.
  • Tenha especial atenção aos serviços de telecomunicação e aos produtos associados ao seu plano. Reduza os serviços ou troque de operadora.
  • Faça o mesmo relativamente ao seu fornecedor de gás e eletricidade. Pode facilmente conseguir uma poupança significativa, simplesmente por mudar de fornecedor.
  • Peça simulações para o seu seguro automóvel, mantendo as coberturas e caso encontre mais barato, faça a mudança.

  • Fala o mesmo para o seu seguro de vida (isolado ou associado ao seu crédito habitação).

  • Falando em crédito habitação, se tem um spread superior a 1.2, é altura de transferir o crédito para outro banco. Faça simulações junto de várias instituições para ter a certeza que no final consegue uma poupança.

  • Faça uma poupança especial com o dinheiro que, por estar em casa em lay-off, não está a gastar. Estamos a falar de gastos em combustível, portagens, parquímetros, alimentação em restaurantes, etc. Faça uma estimativa do valor e retire-o logo no início do mês para essa conta poupança. Dessa forma não tem a tentação de o gastar em outra coisa.

Temos a certeza que se fizer todas estas dicas, vai conseguir uma poupança importante para que consiga passar esta difícil fase da melhor maneira possível.