Conhecer a fundo os custos que pode ter com a renegociação do crédito habitação, ora com o próprio branco ora com outra entidade bancária, poderá ter impacto no orçamento familiar futuro.

Dessa forma, e no atual contexto de diferentes serviços e taxas de juro disponíveis, esta ação pode, portanto, ser compensatória a médio e longo prazo, ainda que, no imediato, seja necessário respeitar determinadas obrigações financeiras.

Muitos dos créditos habitação existentes na atualidade foram feitos no período em que Portugal se encontrava sob resgate financeiro e no período antes disso, o que leva, posteriormente, ao pagamento de taxas de juro mais elevadas. Renegociar o crédito habitação é, decerto, uma boa forma de aliviar a vida financeira das famílias.

O Professor Poupança indica-lhe, então, todos os custos que pode ter com a renegociação do crédito à habitação, uma mudança que lhe vai permitir ter mais qualidade de vida.

Conheça os custos que pode ter com a renegociação do crédito habitação

Se ainda não pensou no tema dos custos associados à renegociação do crédito habitação, então, chegou ao sítio certo. Além das dicas do Professor Poupança sobre o assunto, temos uma boa notícia para partilhar consigo: alguns bancos realizam campanhas promocionais com o intuito de isentar comissões ou, ainda, de ter de pagar valores inferiores aos habitualmente praticados no mercado.

Comissão de reembolso antecipado

Qualquer cliente com crédito habitação, ou outro tipo de crédito, pode reembolsar antecipadamente o contrato, quer de forma parcial, quer na totalidade. Para tal, deve notificar a instituição com um aviso prévio de 30 dias, por carta ou outro suporte duradouro e pagar uma comissão pré-estabelecida sobre esse valor.

A comissão de reembolso antecipado varia de banco para banco consoante o tipo de taxa do crédito contraído. Contudo, tem o teto máximo de 0,5% para uma taxa variável, e 2% para um crédito com uma taxa fixa.

Para começar já a poupar no seu crédito habitação, sugerimos que faça uma simulação, de forma a encontrar a melhor solução para o que procura.

Comissão de abertura

A comissão de abertura também pode ser denominada de comissão de dossier ou comissão de estudos e os respetivos custos estão diretamente relacionados com a análise do crédito em causa. Assim, para obter o cálculo final desta comissão, a entidade financeira irá avaliar todos os custos segundo o crédito e o valor do imóvel, posto que esta comissão pode ser bastante variável.

Fale com um Intermediário de Crédito para lhe facilitar todo este processo e ajudá-lo a obter as soluções mais vantajosas para o seu caso.

Comissão de avaliação

A comissão de avaliação diz respeito à avaliação que deve ser feita ao imóvel envolvido no processo de renegociação. No momento do pedido de renegociação e da mesma forma como acontece no momento da compra, as entidades financeiras precisam de saber qual o valor real do imóvel.

Tal como acontece com o exemplo anterior, esta comissão tem, igualmente, um valor variável de banco para banco. Pelo que será mais benéfico para si, o acompanhamento e aconselhamento de um especialista na área.

Comissão de formalização

A comissão de formalização pode ser considerada como uma comissão mais administrativa, pois prende-se com a formalização do novo contrato, bem como os respetivos gastos que tal procedimento acarreta.

Atualmente, a maior parte dos bancos suporta esta comissão, mas poderá sempre encontrar uma exceção e ter de efetuar o respetivo pagamento. Mais uma vez, variável.

Escritura e registo

Tal como aconteceu no momento da compra, em que uma parte do investimento foi dedicado ao pagamento da escritura e respetivo registo, assim que optar pela renegociação do crédito habitação estará perante mais um detalhe a ter em conta:

  • Imposto do selo sobre a transação;
  • Imposto do selo sobre o crédito;
  • Registo da escritura (pode ser feito no Balcão Único na Conservatória, num gabinete de advogados, no Notário público ou privado ou até nos balcões do serviço Casa Pronta);
  • Pagamento do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT).

O valor destes custos depende, acima de tudo, do serviço que escolher para fazer o registo da escritura. No entanto, não é propriamente a escritura que é dispendiosa, mas sim os impostos acima mencionados.

A ajuda de um especialista na área para lhe tratar de todo o processo e assegurar as melhores soluções para o seu caso é importante.

Ainda assim, recordamos que o valor a pagar pela escritura no momento da renegociação do crédito habitação é inferior ao valor pago no momento da compra.

Seguros associados ao crédito à habitação

Antes de 2012 não era permitido adquirir o seguro de vida e o seguro multirriscos – obrigatórios num crédito habitação – fora do banco onde o mesmo foi contraído. Desde então que isso é possível, permitindo, dessa forma, ao cliente encontrar a solução que lhe for mais conveniente.

Ainda não tem seguro de vida? Temos 5 dicas úteis para escolher o melhor seguro de vida e claro, pondere sempre pedir ajuda a um profissional especializado, a fim de obter os planos mais indicados para si e para o seu orçamento familiar.