Quando é feito um crédito habitação é, por norma, feito um seguro de vida associado ao mesmo. Mas será que é possível mudar o seguro de vida do crédito habitação? Descubra a resposta a esta pergunta neste artigo do Professor Poupança.

Conforme foi explicado noutro artigo do Professor Poupança, quando faz a solicitação do crédito habitação junto a uma instituição bancária tem de fazer um seguro de vida associado ao mesmo. Apesar de não ser necessário fazê-lo no mesmo banco onde é feito o crédito habitação, deve fazê-lo para poder ter o seu crédito aprovado.

Neste artigo iremos abordar outra questão pertinente relativamente a este assunto: é possível mudar o seguro de vida do crédito habitação? É isso que iremos perceber em seguida. Desse modo, convém percebermos o que nos diz a lei portuguesa.

Leia ainda: Qual é a diferença entre Seguro de Vida, Crédito Habitação e Seguro Casa? 

Quando posso mudar o seguro de vida associado ao meu crédito habitação?

Pode fazê-lo a qualquer momento. De acordo com o Artigo 97.º do Decreto-lei 72/2008: “Se o seguro foi constituído em garantia, o tomador do seguro pode celebrar novo contrato de seguro com outro segurador, mantendo as mesmas condições de garantia, sem consentimento do credor.”.

Ou seja, é possível mudar o seguro de vida do crédito habitação. Só precisa de ter atenção ao prazo legal acordado para a denúncia do contrato que tem com a sua seguradora atual. Relativamente aos prazos legais de cancelamento do seguro, note que nem todas as seguradoras estipulam os mesmos prazos. No entanto, o prazo habitualmente praticado são os 30 dias antes da renovação do contrato com a seguradora.

Leia ainda: 5 dicas úteis para escolher o melhor seguro de vida.

Qual é o momento certo?

Contudo, e apesar de ser possível mudar o seguro de vida associado ao seu crédito habitação quando pretender, o mais aconselhado é fazer a escolha mais correta no momento que faz a solicitação do crédito. É por isso que não só deve pedir apoio a um profissional da área, como deve fazer muito trabalho de investigação. Com o intuito de fazer a escolha mais acertada.

Os seguros de vida são todos iguais?

Não. As coberturas dos seguros de vida podem variar, pelo que, com o passar dos anos, pode realmente justificar-se mudar o seguro de vida do crédito habitação. Esta variação de coberturas verifica-se, principalmente, nas cláusulas respetivas a Invalidez. Ou seja, os seguros de vida podem cobrir dois tipos de invalidez: a Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) e a Invalidez Temporária e Permanente (ITP).

Ora, ambas as coberturas são importantes, visto que, por exemplo: imaginemos que tem um acidente que o impede de trabalhar, mas não o deixa dependente de terceiros. A cláusula IAD não o irá ajudar a pagar o crédito remanescente. No entanto, a ITP poderá ajudá-lo nesta situação. Assim, imaginando que no seu seguro de vida atual não tem esta cláusula ativa, esta seria uma situação importante para a ter.

Leia ainda: 9 truques para poupar em seguros.

Conselhos Professor Poupança

É por isso que o Professor Poupança aconselha-o a estar sempre bem informado, de forma a poder tomar decisões conscientes. E, caso ache necessário mudar o seguro de vida do crédito habitação, faça as mudanças que pretender. Afinal de contas, existe essa possibilidade legal e está no seu direito de escolher as condições que mais se adequam a si e à sua família, em qualquer momento da sua vida.

Leia ainda: É possível arrendar uma casa cujo crédito habitação ainda esteja a pagar?